EXAMES

Ultrassonografia Morfológica de 1º Trimestre

OUTROS NOMES

Morfológica de 1º trimestre (Obstétrica com Translucência Nucal e Dopplerfluxometria)
Ultrassom Morfológico de 1º Trimestre (Obstétrica com Translucência Nucal e Dopplerfluxometria)

CATEGORIA

Exames de Rotina - Obstetrícia
12-14 semanas

Principal exame do primeiro trimestre, mais detalhado, para acompanhamento de rotina do pré-natal. Serve  para estudar a morfologia fetal e é uma ferramenta importante para rastrear síndromes cromossômicas nesse período da gestação. Avalia também, por meio da metodologia Doppler, os fluxos de sangue das artérias uterinas para o cálculo de risco de desenvolvimento de pré-eclâmpsia.

CÓDIGOS

40901254 (Obstétrica com Translucência Nucal)
40901386 (Dopplerfluxometria)

OBJETIVOS

A Ultrassonografia Morfológica de 1º Trimestre, realizada via abdominal e/ou transvaginal, tem como objetivos:

Avaliação detalhada da formação inicial do bebê. Ela tranquiliza as mães quanto à formação normal do bebê, presente em mais de 90% das vezes.

Avaliação de sinais ultrassonográficos que possam auxiliar na determinação dos riscos das principais doenças genéticas, entre elas a Síndrome de Down, e na identificação precoce de má-formações fetais. Essa parte é realizada durante a Obstétrica com Translucência Nucal.

Avaliação dos riscos para o desenvolvimento do trabalho de parto prematuro (nascimento do bebê antes dos 9 meses) e da doença hipertensiva específica da gestação (Pré-eclâmpsia).

Em outras palavras, este exame inclui o estudo da morfologia fetal ampliada, a medida da translucência nucal com os cálculos de risco para alterações cromossômicas e a avaliação do osso nasal. Avalia também, por meio da metodologia Doppler, os fluxos de sangue do ducto venoso, da válvula tricúspide e das artérias uterinas para o cálculo de risco de desenvolvimento de pré-eclâmpsia.

É indicado especialmente para gestantes que tiveram mais de um aborto espontâneo, histórico prévio de má-formações fetais ou que possuem histórico de doença genética ou cromossômica na família.

OUTRAS INFORMAÇÕES

Devido ao rápido avanço na área de Medicina Fetal, em relação à qualidade dos equipamentos e, principalmente, à qualificação profissional, a avaliação da morfologia fetal e avaliação de sinais sutis (marcadores ultrassonográficos) de doenças cromossômicas (Síndrome de Down, por exemplo) é possível de ser realizada em fase precoce da gestação. Esse exame é considerado, junto ao Ultrassom Morfológico de 2º trimestre, como a principal avaliação da gestação pela Fetal Medicine Foundation. É composto das seguintes etapas:

Verificação da idade gestacional e morfologia fetal, sendo possível datar corretamente a gestação e visualizar, em desenvolvimento inicial, as seguintes estruturas: crânio, cérebro, face, coluna, coração, parede abdominal, estômago, rins, bexiga, membros e sexo fetal (ao torno de 13 semanas).

Verificação da Translucência Nucal: é a medida de um pequeno espaço líquido presente na nuca de todos os fetos, localizada entre a pele e a coluna.

Verificação do Osso Nasal: em aproximadamente 60% dos fetos com Síndrome de Down, o osso nasal não é identificado nesta fase da gestação.

Verificação do refluxo na valva tricúspide: quando presente, tem demonstrado correlação com alterações cromossômicas.

Caso o exame identifique algo fora do comum, cabe a você e ao seu companheiro, com a orientação de seu obstetra, decidir se o risco do seu bebê apresentar uma anomalia cromossômica é grande o suficiente para realizar um teste invasivo (Biópsia de Vilosidades Coriônicas ou Amniocentese). Como uma diretriz, O IMMEF normalmente recomenda o teste invasivo quando o risco para Síndrome de Down é igual ou maior que 1 chance em 100.

PROFISSIONAL QUE DEVERÁ REALIZÁ-LO

Profissionais habilitados em Medicina Fetal pela Fetal Medicine Foundation. O IMMEF ressalta que todos os médicos de seu corpo clínico possuem a Habilitação Nacional expedida pela Febrasgo e Internacional pela FMF-Londres.

Ultrassonografia Morfológica de 1º Trimestre

FORMULÁRIO DE CONSENTIMENTO INFORMADO DA PACIENTE

Clique aqui e baixe o Formulário de Consentimento Informado da Paciente.

É importante levar esse documento assinado no dia do exame.

Ultrassonografia Morfológica de 1º Trimestre

Verificação da idade gestacional e morfologia fetal, sendo possível datar corretamente a gestação e visualizar, em desenvolvimento inicial, as seguintes estruturas: crânio, cérebro, face, coluna, coração, parede abdominal, estômago, rins, bexiga, membros e sexo fetal (ao torno de 13 semanas).

Verificação da Translucência Nucal: é a medida de um pequeno espaço líquido presente na nuca de todos os fetos, localizada entre a pele e a coluna.

Verificação do Osso Nasal: em aproximadamente 60% dos fetos com Síndrome de Down, o osso nasal não é identificado nesta fase da gestação.

Verificação do refluxo na valva tricúspide: quando presente, tem demonstrado correlação com alterações cromossômicas.

Caso o exame identifique algo fora do comum, cabe a você e ao seu companheiro, com a orientação de seu obstetra, decidir se o risco do seu bebê apresentar uma anomalia cromossômica é grande o suficiente para realizar um teste invasivo (Biópsia de Vilosidades Coriônicas ou Amniocentese). Como uma diretriz, O IMMEF normalmente recomenda o teste invasivo quando o risco para Síndrome de Down é igual ou maior que 1 chance em 100.

PROFISSIONAL QUE DEVERÁ REALIZÁ-LO

Profissionais habilitados em Medicina Fetal pela Fetal Medicine Foundation. O IMMEF ressalta que todos os médicos de seu corpo clínico possuem a Habilitação Nacional expedida pela Febrasgo e Internacional pela FMF-Londres.

FORMULÁRIO DE CONSENTIMENTO INFORMADO DA PACIENTE

Clique aqui e baixe o Formulário de Consentimento Informado da Paciente.

É importante levar esse documento assinado no dia do exame.

PERÍODO PARA REALIZAÇÃO

Entre 11 semanas e 2 dias a 14 semanas e 2 dias de gestação.

Período ideal para realização do exame: entre 12 e 13 semanas.

COMO DEVO ME PREPARAR PARA ESTE EXAME

Não é necessário preparo prévio.

RECEBA ESTAS INFORMAÇÕES EM SEU E-MAIL:

Veja Também